segunda-feira, 19 de maio de 2008

Estupidez Mil

PF prepara operação contra sites de legendas

"A polícia Federal prepara uma blitz contra os sites de legenda do Brasil. São paginas nas quais é possível obter legendas feitas por fãs que traduzem o conteúdo, de filmes e séries baixados na internet. Mesmo que não sejam responsáveis pelas cópias dos vídeos, os donos dos sites podem responder pelo crime de produção de conteúdo pirata, pois textos também são protegidos pelas leis de direitos autorais.

A polícia está fazendo um levantamento e já mapeou 19 dessas paginas. Os números de apreensão de filme piratas no Brasil crescem em abril 2,8%. Foram 646.061 DVDS confiscados, contra 628.447 em março. O item mais apreendido, no entanto, foram os DVDs virgens: mais de 1,4 milhão. As operações tiveram como alvo principal os camelôs." - Folha de São Paulo, 19 de Maio de 2008.

A comunidade internauta quer saber a razão dessa hipocrisia. Não há algum vínculo comercial das legendas. Até mesmo as produtoras estrangeiras gostam desses fãs: muitos seriados foram trazidos para o Brasil por terem ganho popularidade primeiramente na Internet.

PS.: O artigo 29 da Lei de direito autoral é de fevereiro de 1998, uma época em que sequer existiam downloads ou mesmo produção de legendas.

6 comentários:

Adriano disse...

Como vc falou, eu acho hipocrisia pura e deslavada. Isso é a prova de que eles se rendem e perderam o controle disso e de sequer algum dia diminuir os downloads...diante dessa fragilidade da lei eles fazem o que??? Atacam os menores, ou seja, pessoas que disponibilizam seu tempo, legendando episódios, sem lucro algum, que legendam por prazer...e outro ponto importantíssimo, a popularidade das séries não seria nem um terço do que é se não fossem os downloads e os que fazem legendas.

Lucas Caires disse...

algumas das leis sobre direitos autorais são muito aleatórias. Qual a razão de prender pessoas que nem sequer estimulam a pirataria e nem ganham dinheiro com a produção de legendas?

Enquanto muitos estão vendendo à rodo cópias piratas, a polícia perde seu tempo tentando prender inocentes. Os "legenders" não tem influência alguma sobre esses utilizadores.

Grato pelo apoio adriano

Alexandre Rios disse...

Ir contra à realidade da internet é, realmente, uma tolice.

Thales Azevedo disse...

Qual é a realidade da internet?
Ser terra de ninguém?

Alexandre Rios disse...

A internet é muito dinâmica, muito rápida. A pirataria é algo horrível e a internet colobora muito com isso, obviamente. O pessoal que faz legenda não tem esse intuito, os seriados são traduzidos sem fins financeiros, é divulgação de cultura.

Fugindo um pouco do foco, a consciência e o valor que as pessoas dão pro produto - seja ele filme, disco, seriado, não importa - é que determina se a pirataria irá ocorrer. Portanto, as produtoras devem buscar justamente a paixão dos consumidores pelo produto que é lançado, além de baixar o preço de muitos deles, inclusive através de parcerias com os governos para reduzir os impostos, afinal, nem todo mundo pode comprar, mesmo querendo. Não adianta tratar a internet como um movimento que pode ser barrado pela força, pois a internet, ao contrário do que você disse, é "terra de todo mundo" e isso é formidável.

Thales Azevedo disse...

Não, a internet ser terra de todo mundo não é formidável. Porque "todo mundo" é muito amplo. Porque "todo mundo" abrange a pirataria, abrange o racismo, abrange o anti-semitismo, abrange a pedofilia. E a força da lei precisa barrar essas pessoas e suas idéias criminosas.

A culpa da proliferação da pirataria é das produtoras? Cada um que lance o que quiser, cada um que compre o que quiser. As produtoras não têm a obrigação de apaixonar, de baixar preços e muito menos de moldar o caráter de ninguém. Quem achar o preço justo e puder pagar leva, quem não achar ou não puder pagar, não leva. A terceira opção, buscar um "genérico", é ilícita e precisa ser combatida.

Sobre os impostos, é uma questão política. Caso não morássemos no Brasil, não teríamos tantas reclamações a esse respeito. Um conselho? Pára de militar pelo PT. Talvez ajude.

Enfim, que cada um seja responsabilizado pelo que diz e faz. A perseguição judicial de determinados internautas é essencial para fazer da rede um meio mais civilizado e menos sujo.