domingo, 26 de outubro de 2008

Eleições 2008 - Sorria, meu bem





Com mais de 20 pontos de vantagem, Gilberto Kassab vence a disputa pela prefeitura de São Paulo. Acima, dois vídeos bacanas da campanha, que resistiu a agressões e baixarias incontáveis, sempre com alto nível. O PT não imaginava tamanho desastre e é possível que Marta Suplicy nunca mais ganhe uma eleição. Os paulistanos deram o seu recado. Fernando Gabeira perde no Rio de Janeiro por diferença mínima, apesar de ser a cara da cidade. Mas ganha pelo exemplo de hombridade que deu - "você está disposto a pagar qualquer preço para vencer, eu não", como disse a seu adversário em um dos debates. Prometeu não atacar, não sujar as ruas, não gastar demais. Cumpriu rigorosamente. João Henrique leva em Salvador e aplica uma derrota no governador Jaques Wagner. Quem esperava um avalanche petista nesse ano, definitivamente, não deve estar em bons momentos.

Thales Azevedo.

6 comentários:

Lucas Caires disse...

"Toc! Toc! Toc! martha outra vez nem de beincadeira"
Muito bom os vídeos!

PS:Fico abismado como Salvador consegue reeleger um prefeito tão ruim. Viva à Bahia!

Alexandre Rios disse...

Um trecho de um artigo de Altamiro Borges, que eu li no site www.viomundo.com.br, de Luiz Azenha:

“São Paulo era contra Getúlio Vargas e a favor da oligarquia. Apoiou o populismo de Adhemar de Barros e inventou Jânio Quadros para a política. Vociferou contra Juscelino Kubitschek. Com as Marchas com Deus pela Família, preparou e apoiou o golpe militar de 1964. Revelou Maluf. Na eleição municipal de 1985, elegeu Jânio contra Fernando Henrique. Na primeira direta para presidente, elegeu clamorosamente Fernando Collor. FHC contra Lula? FHC duas vezes. Maluf contra Eduardo Suplicy? Maluf. Pitta contra Erundina? Pitta. Serra contra Lula? Serra. Alckmin contra Lula? Geraldinho. Serra contra Marta? Serra. Kassab contra Marta? Kassab... Quando Erundina venceu em 1988, não havia segundo turno. Em 2000, o eleitor correu para Marta só porque tinha se cansado da impagável dupla Maluf-Pitta. Exceções que confirmam a regra”.

Pode comemorar. Ah, e João Henrique, com apoio do "Grampinho" - o mesmo que afirmou no começo da campanha que "João Henrique é o pior prefeito que Salvador já teve" - vão formar uma grande parceria, haha!

Só rindo mesmo, esse é o voto do ódio, sem dúvidas... Eu vou esperar as eleições presidenciais de 2010, com mais uma derrota conservadora da direita brasileira.

Thales Azevedo disse...

AHAHAHAHA.

Agora a culpa é dos paulistas, que não sabem votar. Eles precisam mesmo aprender com o pessoal daqui, dos grotões nordestinos. Que gente ignorante, essa de São Paulo!

A cidade já fez bobagens, sim. Erundina - o fato de não haver dois turnos na época diminui o peso do erro, Celso Pitta e Paulo Maluf são exemplos. Mas associar Gilberto Kassab a essas realidades é muita falta de vergonha na cara. Seus 60% de aprovação e o enorme leque de serviços prestados deixam claro o grande prefeito que ele é. São Paulo rejeitou a baixaria, rejeitou a tutela do presidente Lula, rejeitou a arrogância do petismo, rejeitou a vergonhosa exploração que se tentou fazer da greve da Polícia Civil e da tragédia de Santo André. Rejeitou uma dívida de 2 bilhões, rejeitou a taxa da coxinha, rejeitou as escolas de lata. Disse um sonoro não, mais uma vez, a um governo cujas obras se contavam nos dedos. Toc, toc, toc - Marta Suplicy, nem pra síndica de prédio!

ACM Neto cumpriu, e muito bem, seu papel de opositor, aliando-se a Geddel, adversário histórico, para derrotar um inimigo comum. João Henrique pode ser uma tragédia, mas sinaliza o fim de um isolado Jaques Wagner.

Sobre 2010, bem, é outra piada. O grande vencedor das eleições municipais foi José Serra. Kassab arrasou, Alckmin, seu adversário interno, saiu menor, e muitas das importantes prefeituras do país estão com ele. De agora em diante, veremos a migração malandra da política brasileira para essa nova representação do poder.

Na largada, enxotado para o interior e regiões menos favorecidas, o PT não teve vez.

Alexandre Rios disse...

O Nordeste é outro curral eleitoral, que está aos poucos se livrando do carlismo. ACM Neto foi decisivo pro segundo turno? Foi. Mas nem chegou até lá, é mero coadjuvante.

Eu tô esperando 2010 apenas, pode comemorar na sua cegueira. A cegueira do ódio.

alexandre rios disse...

Ah, pra encerrar:

A base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai governar 93,5 milhões de eleitores nos municípios em todo o país. A fatia representa 72,5% do eleitorado brasileiro. A oposição ficou com 35,4 milhões de pessoas. Segundo o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), 128,9 milhões estavam aptos a votar no pleito deste ano.

Thales Azevedo disse...

Ah, e você está certo do apoio maciço que o seu partido vai receber do PMDB em 2010?

Pelo que se vê hoje, eles não vivem mais num mundo cor-de-rosa. Além de que um partido de centro, quando se trata de Brasil, sempre vai tender para o lado mais forte...

Cegueira emocional para as eleições? Bem, não fui eu que apostei numa vitória avassaladora da Martaxa, hehe.