quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Maldita inclusão digital

Estamos em pleno término de ócio e ficamos parados em frente ao computador literalmente matando tempo ( já que não temos opções variadas de lazer em nossa província cidade ). Enfim, não é sobre isso que quero falar.

Para descontrair um pouco, eu guardei um artigo da folha de São Paulo de 18 de Novembro de 2007 (Caderno Ilustrada, E7). Manchete: Celebridades enchem blogs de bobagens. A definição de blog: uma página da Web cujas atualizações (chamadas posts) são organizadas cronologicamente de forma inversa (como um diário). Até aqui todos nós sabemos disso. Entretanto, o blog se tornou um pouco mais que um “diário cor de rosa” online. Tornou-se um ferramenta fundamental para a busca por notícias específicas e alternativas. Não precisamos ficar presos a jornais ou revistas (embora, que fundamentais) já que, se bem selecionada, temos informações e opiniões variadas em variados sites.


Mas sempre tem pessoas estragando a imagem dessa maravilhosa ferramenta. Alguns artistas estão se aproveitando para fazer propaganda de si mesmo e da marca que eles “usam” (empresas pagam para famosos falar da marca no blog). Deliciem-se com tanta bobagem:



Sem contar que alguns tentam ser filósofos, bonzinhos, amigo de todos e ecologistas (está na moda). ‘¬¬


Pois é, maldita inclusão digital.

Lucas Caires

Um comentário:

Alves disse...

Ô caires, confesso q se houvesse alguma empresa querendo nos patrocinar seria até bem vindo, um dinheirinho a mais nunca é ruim! =D

Ah sim, se algum de vcs quiser fazer um post começando com "meu querido diário" eu estarei de acordo, pois chamaria mais atenção pelo o q eu tô vendo...