sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

LOST - 5ª temporada - Resumão dos episódios 03 e 04


Como eu passei um tempo viajando, não tive como fazer nas três últimas semanas o resumo dos episódios 03,04 e 05 da quinta temporada de Lost. Por isso, agora eu farei conjuntamente os resumos dos episódios 03 e 04 (destacando os principais pontos de cada um), e, no máximo, até terça-feira da próxima semana, postarei aqui no blog os resumos dos episódios 05 e 06 ( o episódio 06 passou quarta-feira nos EUA). Após isso, continuarei fazendo, toda semana, o resumo dos episódios na respectivas semanas que eles forem lançados. Então vamos lá!


Esse episódio foi, ao lado do quinto episódio, o melhor do que aconteceu em Lost nessa quinta temporada até agora. O episódio é marcado, fora da ilha, pela busca de Desmond pela mãe de Faraday (eu começo a achar que a mãe de Faraday é Eloise Hawkings, a velha que aparece no fim do episódio 02 dessa temporada, "The Lie") e pelo encontro do pessoal que está na ilha com os Outros, sendo que este encontro acontece no passado, mais precisamente no ano de 1954 (a ilha viajou no tempo mais uma vez...), quando Richard Alpert (afinal, quantos anos tem esse cara?) ainda era o líder dos Outros.
Desmond, tentando encontrar a mãe de Faraday, vai até Oxford em busca de informações. Lá, ele descobre que os registros de Desmond foram apagados devido a uma experiência mal sucedida em uma cobaia humana. Sem saída, o "Brotha" acaba recorrendo ao todo poderoso Charles Widmore, e este revela que esteve por trás dos experimentos realizados por Faraday. A conversa travada entre os dois é um dos pontos altos do episódio, apresentando um Desmond bastante determinado (se antes Desmond era humilhado por Widmore, hoje ele coloca o velho contra a parede). Nessa conversa, Desmond arranca de Widmore a informação de que deve encontrar a mãe de Faraday em Los Angeles (local onde estão todos os outros personagens que sairam da ilha)
Na ilha, duas situações acontecem : o pessoal do cargueiro (Faraday, Miles e Charlotte) são feitos de reféns pelos Outros, enquanto que Juliet, Locke e Sawyer fazem alguns integrantes dos Outros de reféns. Faraday, assumindo a liderança da equipe do cargueiro, demonstra, novamente, saber o que está acontecendo na ilha, pois revela aos Outros os estragos que a bomba de hidrogênio ( o nome do episódio, "Jughead", é o nome que está escrito na bomba) do acampamento dos Outros poderia ocasionar (por isso, o físico manda enterrarem a bomba).
Locke vai ao encontro de Alpert, que não o reconhece, e tenta convecê-lo de que é o verdadeiro líder dos Outros. Richard não se convence disso, mas o careca insistente pede para Richard encontrá-lo dois anos no futuro, data em que Locke nasceu (o "flashback" de Locke do episódio "Cabin Fever"foi finalmente explicado).
O episódio termina de maneira bombástica: Locke descobre que Charles Widmore era um membro dos Outros. Além disso, após mais uma mudança de tempo da ilha, Charlotte entra em transe e desmaia.

Mais alguns destaques deste episódio:

- Desmond batizou o seu filho com o nome de Charlie, uma homenagem bem bacana a um dos importantes personagens da série.
- A declaração de amor de Faraday para Charlotte foi bem bonita e tocante.
- A parede de chumbo foi construída na ilha graças ao que Faraday disse no passado.
- Quando perguntada sobre a idade de Richard Alpert, Juliet diz a Locke que ele é velho e nada mais, o que mantém o mistério sobre a sua idade.


[ Nota do episódio : 9.5 ]




LOST - [S05E04] - The Little Prince

Para ficar mais fácil de explicar o que aconteceu nesse ótimo episódio, eu voltarei a dividir os acontecimentos em "Fora da ilha" e "Dentro da ilha", pois várias coisas importantes aconteceram.

---> Fora da ilha:

- É retomado o encontro que aconteceu na season premiere entre Sayid e Jack no hospital. Sayid nem teve tempo direito de acordar e outro homem aparece querendo matá-lo. Porém, Sayid, através de suas técnicas ninjas, consegue matar o cara e depois disso descobre um endereço que poderia levá-lo ao paradeiro do executor: o endereço é a casa de Kate em Los Angeles!
- Kate tenta fazer um acordo com o advogado Dan Norton para tentar ficar com a guarda de Aaron. Porém, essa tentativa não dá certo. Kate decide então, juntamente com Jack (este foi ao encontro da sardenta), seguir o advogado e descobrir quem quer tomar a criança para si. A princípio, achamos que a mãe de Claire que está por trás dessa manobra maligna, mas ao ser confrontada por Jack, ela afirma que não sabe de nada disso.
- Por fim, todos os Oceanic Six são conduzidos a um mesmo lugar (menos Hurley que está preso). Neste momento, descobrimos que quem mandou Dan Norton conseguir a guarda de Aaron foi o manipulador-mor Ben.
- E, para toda essa mistura ficar melhor ainda, Sun vai ao encontro dos outros Oceanic Six com uma arma ( a coreana está mesma decidida em liquidar Ben!).

---> Dentro da ilha:

- O que aconteceu com Charlotte no final do episódio anterior é prontamente resolvido. O sangramento no nariz e o desmaio foi um efeito colateral dos flashes ocorridos na ilha (próximo ao fim do episódio, Miles e Juliet também sofrem sangramentos no nariz). Faraday comenta com Juliet que os sangramentos talvez ocorram devido ao tempo de exposição à ilha, ou seja, Charlotte, Juliet e Miles devem ter alguma ligação com o local.
- Sawyer e Locke decidem, por meio de suas costumeiras discussões, que eles devem voltar à "Estação Orquídea", local onde aparentemente os flashes começaram e onde eles devem terminar (por "terminar" leia-se: mover a ilha novamente).
- A ilha continua a se mover no tempo, e, nessas viagens, revemos momentos marcantes das temporadas passadas: a noite em que a luz da escotilha se acendeu para Locke e o parto de Claire feito por Kate ( esse momento é observado por Sawyer, mas ele não tem a coragem de ir falar com Kate) . Os sussurros da ilha nas temporadas passadas foram finalmente explicados: seriam os encontros entre as pessoas da ilha pelo tempo, ou seja, o grupo que estaria viajando no tempo conversava entre si e isso era ouvido nas temporadas anteriores.
- Um novo salto temporal traz novamente o acampamento (que havia desaparecido anteriormente), mas não há nenhum outro sobrevivente. O que restou foi apenas uma canoa e uma garrafa de uma empresa chamada Ajira Airways. O grupo formado por Locke, Sawyer, Juliet, Charlotte, Miles e Faraday pega a canoa, acreditando que essa forma seria a mais rápida de ir até a Estação Orquídea, evitando, dessa maneira, os inconvenientes ocasionados pelas movimentações temporais.
- O grupo é atacado no meio do percurso por pessoas desconhecidas, mas, por sorte, outra viagem temporal ocorre e eles conseguem se salvar.

---> O fim do episódio (a expedição francesa) :

O final desse episódio conseguiu ser mais bombástico do que o anterior e nos fez duas revelações.
A primeira é que o coreano Jin não morreu! Membros de uma expedição francesa encontraram o corpo do coreano na praia, ou seja, ele conseguiu escapar da explosão do barco ocorrida no fim da temporada anterior.
A outra revelação é que quando Jin pergunta o nome da francesinha grávida que o socorreu, ela vira para ele e responde: "-Danielle Rosseau". Póum! ;D




[ Nota do episódio: 9.0 ]



Eduardo Vasconcelos.

2 comentários:

Lucas Caires disse...

Esta temporada está ensaiando para ser uma das melhores de Lost. Até agora não houve nenhum episódio ruim (me refiro também aos episódios 6 e 7 ainda não resumidos) como acontecia em alguns dos primeiros 10 episódios de qualquer temporada.
O interessante é como a equipe de Lost faz malabarismos incríveis para desviar de possíveis falhas (ps: aqueles que não assistem, torcem para que isso aconteça). O roteiro está bastante intrincado e já há várias respostas de mistérios.

Eduardo Vasconcelos disse...

Lucas, também estou achando que essa temporada tem tudo para ser a melhor de Lost até agora. Nenhum episódio foi fraco ou decepcionou, muito pelo contrário: para se ter ideia, não dei nenhuma nota 6 ou 7 ainda para algum dos episódios exibidos, foram sempre notas de 8 para cima. O episódio 5, por exemplo, entra fácil em um top 5 de melhores episódios de Lost.